"TEMPO NOVO" - Com empenho de todos surgirão sucessos!

Recorrer de novo às atividades educativas e de ensino em regime não presencial foi sempre uma alternativa colocada.A decisão superior de fazer uma alteração extraordinária ao calendário escolar com a introdução duma antecipada interrupção das atividades letivas, constituiu uma estratégia que tentou conciliara inquestionável movimentação de um número muito significativo de pessoas, coma ausência de maior ou menor proximidade física entre crianças e alunos que, apesar das regras de segurança implementadas não é possível suprimir nos estabelecimentos de educação e ensino. Cumulativamente, ganhou-se algum tempo para executar um conjunto de procedimentos diretamente relacionados com a adivinhada opção pela Educação e pelo Ensino a Distância (E@D) no retorno das atividades.
Assim, os docentes, cientes das suas responsabilidades profissionais, aproveitaram a interrupção letiva para organizarem as suas tarefas tendo em vista o recomeço que agora ocorre, munindo-se de informação e formação e construindo planos ajustados a uma realidade, já experienciada e que ganhará, também por isso mesmo, melhor consistência.
Esperava-se que chegasse aos Agrupamentos, um significativo número de equipamentos informáticos e as intervenções técnicas necessárias para melhoria e estabilidade da rede de fornecimento de internet tal como há muito havia sido anunciado. E, de facto, o Conselho de Ministros, ocorrido em 4 de fevereiro, autorizou já a "realização de despesa relativa aquisição de computadores e conectividade para o acesso e utilização de recursos didáticos, no processo de ensino e aprendizagem, nos estabelecimentos de ensino públicos e particulares e cooperativos com contratos de associação, resultante da adoção generalizada do regime não presencial em resposta ao agravamento da situação epidemiológica";
Enquanto se espera a chegada de tais equipamentos e intervenções técnicas, o AEViso está a gerir as condições existentes, distribuindo sobriamente, na modalidade de cedência temporária e perante análise de condições, os tablets que a Autarquia de Viseu nos fez chegar. Embora inicialmente não estivesse previsto serem usadas para esta situação excecional, não deixam de ser um contributo importante para colmatar as mais prementes necessidades.
Sem recusar as possibilidades de reajustamentos e alterações à medida que venham a considerar-se necessárias, foram reformulados alguns campos do Plano de Ensino à Distância do AEViso de forma a sistematizar ações e operacionalizar procedimentos.
Também, aos docentes, foram apontadas sugestões de formação específica (disponível e aberta ou gerada internamente) que acrescentará capacidades no uso das tecnologias digitais focadas para o uso de ferramentas Google associadas ao domínio @aeviso.pt, nomeadamente a Classroom e o Meet. Uma equipa de apoio tecnológico terá, todos os dias, alguém para prestar esclarecimentos e fornecer as ajudas aos docentes que a ela recorram.
Apesar de todo o trabalho efetuado para que as atividades não presenciais conseguimos facilmente aceitar que os erros, as imperfeições e os constrangimentos não serão eliminados. Porém aceitamos que, aos vários níveis de intervenção, houve a preocupação na prevenção e o empenho para que a componente da positividade prevaleça. Tal será mais fácil de atingir com o empenho possível dos encarregados de educação, dos alunos e seus familiares conjugando vontades e meios e sabendo que as Educadoras Titulares de Grupo (ETG), os Professores Titulares de Turma (PTT) e os Professores Diretoras de Turma (PDT) estarão sempre disponíveis para acolher reparos, sugestões e pedidos de ajuda.
A todos desejamos BOM RECOMEÇO e muita atenção sanitária, cumprindo as regras para prevenir o “ataque deste vírus que nos quer apanhar distraídos”, para que todos tenhamos este bem elevado que é a SAÚDE.

img